domingo, 7 de junho de 2009

Bagdad Café

A rua Gustavo Sampaio esconde algumas pérolas, que merecem a devida atenção deste blog. Vamos revelar uma delas hoje.

O Bagad Café é daqueles lugares que podem ser chamados de extensão de casa. Ouvi isso outro dia de uma moradora da vizinhança, e achei bem apropriado. Bem aconchegante para sentar, e tomar uma sopinha de lentilhas, um pouco mais salgada do que deveria, mas que cai muito bem neste friorento Rio de Junho.

Para acompanhar a sopa, pedimos um pão árabe da casa. Bem fininho e fresco, estava uma delícia. Como estávamos num lugar árabe, a mesa quis pedir uma pasta de grão de bico, mas a camponata que aparecia na vitrine estava tão irresistível que eu consegui convencê-los a mudar de ideia. Mais pra italiano do que outra coisa, a mistura de berinjela, pimentões vermelho e amarelo, alho e muito azeite estava deliciosa.

Apesar do clima ótimo, teve uma coisa que me chateou bastante. A sopa de lentilha foi aquecida num tremendo microondas no balcão. Tive que engulir essa. Poxa vida, podiam pelo menos fazer isso na cozinha. Enfim, nada pode ser tão perfeito.

No final, um docinho de gergelim incrível, na verdade opostamente incrível a isso que aparece na foto de baixo.



Serviço
Bagdad Café
Gustavo Sampaio 560, Leme, Rio de Janeiro
O que comi: Sopa de Lentilhas com pão árabe (R$6,00), anti-pasto de berinjela com pimentões (R$3,2/100g) , doce de gergelim (R$3,00)
Benefício/Custo: justo

Um comentário:

PCFilho disse...

Ah, como eu gosto do Leme! :)

Sensacional o trocadilho "Rio de Junho".