quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Stambul

Um achado em Copacabana. Ok, vão dizer que o lugar existe desde mil novecentos e antigamente. Mas eu só conheci há pouco tempo, então pra mim é um achado. E que achado. Em mês já fui umas quatro vezes lá.

As matérias de jornal expostas d'O Globo e JB com layout dos anos 80 denunciam que estamos diante de um clássico. A desconfiança só aumenta ao ver as paredes amareladas e os garçons idosos e mal-humorados. Olhando o botequins transados em volta, no novo "Baixo Copa", temos certeza de que o lugar resistiu bravamente à concorrência.

E isso tudo só pode nos levar a uma conclusão: a comida é ótima! O preço, melhor ainda. Na primeira vez em que fui, experimentei o kibe crú e pasta de grão de bico (Homus). Como acompanhamento, deliciosos pães árabes, macios e quentinhos. Confesso que sempre que como kibe crú com certo receio. Mas o Stambul não podia falhar: o prato acompanha cebola crua e hortelã, e tomate, o que foi uma agradável surpesa pra mim. Os sanduíches de pão árabe com kibe crú, cebola crua, hortelã, tomate, limão e azeite são iguarias deliciosas.

Nas vezes seguintes, dividi um "duas kaftas" com arroz de lentilha e cebolha crocante, e a variação que vem a kafta marroquina, na foto acima, em forma de hamburger. Ambos deliciosos, com destaque para o arroz, cozido no ponto certo, e a cebola crocante. Arrisco até a dizer que é melhor do que o da Rotisseria Sírio Libanesa. Mas isso pode mudar na próxima vez em que voltar lá.

Os doces são um show a parte. O da primeira foto leva um recheio de nozes, com massa folheada e é regado a mel. Há duas outras versões dele, e o que muda é apenas o formato da massa. A massa folheada, um verdadeiro desafio culinário, é crocante e não muito gordurosa. A dica é pedir pra não colocar muito mel, pra não ficar muito doce. Este que aparece da foto ao lado tem um nome específico, que não consegui entender. A massa é estilo bolo, salpicado com açúcar. O recheio também é de nozes, mas com gosto mais forte. Gostei mais dos outros. Há ainda o doce de gergelim, que tem consistência de areia é bem gostoso.

Fala-se muito bem dos pratos de cabrito que são servidos no Stambul, mas isto fica pra próxima vez.

Serviço

Istambul
Domingos Ferreira, 221, Copacabana, Rio de Janeiro
O que comi: Cafta Marroquina ($30,00, 2p.), Duas Caftas ($28,00, 2p.), Doces($2,00), Meio Kibe Crú ($12), Pão árabe quentinho ($2,00 o par)
Benefício/Custo: bom

2 comentários:

Caio disse...

realmente, já existe desde A. C.
mas só agora seu salto-alto permitiu sua ida...

Alan disse...

Amigo Caio,
É um prazer sua ilustre presença neste humilde blog. Continue participando do blog e das comidas!
Foi o Caio que dividiu as duas kaftas citadas no texto comigo.
Obrigado!